sábado, dezembro 25

389



O Natal não é o que vimos, mas o que sentimos. E, na verdade, não sentimos absolutamente nada sobre o que vimos e tocamos. Os embrulhos são só papel que transportam em si a sensação de dever cumprido, de troca e, por fim, de reprodução. O Natal pode ser tão reconfortante como herculianamente doloroso. Conseguiremos nós sentir a textura do coração dos que nos rodeiam?Beijinhos e abraços quentinhos a todos*

2 comentários:

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Merry Christmas!!!


<33

Patricia Alexandre disse...

merry xmas :)
e continua a brindar nos com as tuas deliciosas propostas q me encantam mucho :)